Ação Social: Nacional aproveita amistosos para ajudar instituições de Muriaé

Em 2018, amistoso do NAC tem sido sinônimo também de solidariedade. A diretoria definiu como política para esse ano não cobrar ingresso para as partidas amistosas. Em vez disso, nos quatro jogos realizados no estádio Soares de Azevedo até agora, foi pedido que os torcedores levassem 1 Kg de alimento não perecível.

E os itens arrecadados foram distribuídos entre instituições de Muriaé. No primeiro jogo, goleada por 6 a 0 sobre a seleção de Viçosa e doação para o Lar Ozanam, que é uma instituição filantrópica, sem fins lucrativos e atende, atualmente, quase 50 idosos de Muriaé e região.

Na segunda partida em casa, vitória sobre o Valadares Esporte Clube por 3 a 1 e alimentos direcionados para o projeto Cristolândia, um programa mantido pela Junta de Missões Nacionais da Igreja Batista e atua na recuperação e assistência a dependentes químicos, com o objetivo de livrá-los do vício e promover a reinserção social e familiar. Em Muriaé, mais de 20 pessoas são atendidas atualmente.

Já o terceiro amistoso foi contra o Ponte Nova e terminou com nova vitória nacionalina, dessa vez pelo placar de 3 a 0. Os itens arrecadados nesse jogo foram doados para o projeto Reviver, que é mantido pela Igreja do Evangelho Quadrangular do bairro São Francisco e atua no tratamento de dependentes químicos. Atualmente, são 17 pessoas atendidas pela instituição.

Por último, vitória sobre o Combinado Carioca por 4 a 0 e alimentos destinados para a APAE (Associação dos Pais e Amigos dos Excepcionais) de Muriaé, instituição que cuida de pessoas com deficiência e é referência no país inteiro.

A diretoria do NAC agradece a todos que compareceram à partida e levaram o alimento. Temos a convicção de que não fará falta a quem doou, e, além disso, ajudará a fazer a diferença para as pessoas ajudadas. Outras ações como essas já estão sendo planejadas pelo clube.

Deixar um comentário